sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011


O tempo zuuufffy
E eu aqui.
Envelhecendo,
Amadurecendo,
Passando pra trás,
Ás vezes lentamente evoluindo,
Calor,
Vontades,
Desejos,
De tudo que eu quero o que agora posso é querer uma cerveja absurdamente gelada.
Só de pensar já sinto ela na minha boca, descendo sob a minha língua, faringe, laringe, trocando de temperatura comigo e aliviando o meu fervor,
Subitamente.

11 comentários:

disse...

cervejinha gelada, sexta feira... combina hein...

eu vou tomar meu chop mais tarde tb... hehehe

beijosss e bom fds!

meus instantes e momentos disse...

e deixar o corpo leve, livre, solto...
Maurizio

Fred Caju disse...

Das duas, uma:

ou você foi muito sensual falando dessa cerveja;

ou fui muito pervertido.

"Raquel Curiel" disse...

Uma cervejinha seria óteeeemo... Mais...

Deixa pra lá!

Obrigada mais uma vez pela força Carol... To na torcida por vc também...

Abraços!

A Escafandrista disse...

agora q é final de semana então... rsrsrs ow alívio, hein??? bjss

Ira Buscacio disse...

Carolzinha,
Nada como uma cervejinha gelada e boa prosa.
Bom fds, bjão

S* disse...

Ah... bebidas frescas... hum... sumo de laranja natural é que é.

Gabi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gabi disse...

boa e velha Brahma...

Gabi disse...

Crescer é uma merda. Mas pelo menos posso beber minha cerveja em paz sem ninguem me notar por eu ser de menor.

Secreta disse...

:)
Coisas simples, que nos dão muito prazer!
Beijito.